Cirurgias de Mama

 
 
 
 
Mamosplastia redutora com o Dr. Sandro Queiroz
 
 
 

Mamoplastia Redutora

 

 
Consiste em remover o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele a fim de que o tamanho da mama seja proporcional ao corpo, aliviando muito o desconforto devido ao peso dos seios. Muitas mulheres optam por essa cirurgia por terem seios muito grandes, o que pode acarretar sérios problemas emocionais, baixa autoestima e de saúde.

As incisões, geralmente, são nos seios a fim da remoção da gordura, da pele e do tecido glandular. Em alguns casos, pode-se fazer a lipoaspiração. A anestesiapode ser geral ou de bloqueio peridural. Existem alguns riscos que podem surgir, como por exemplo, hematomas, assimetria de mama, dor, processos alérgicos, cicatriz, má cicatrização, necrose, etc.

No período pós-operatório, uma bandagem elástica ou sutiã são usados para aliviar o inchaço. E, em alguns casos, o cirurgião pode aplicar um dreno devido ao excesso de sangue acumulado. Os resultados são muito satisfatórios e as mulheres voltam a ter mais confiança e consequentemente uma elevação da autoestima.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Objetivo

 
Reduzir, elevar e remodelar as mamas. A paciente só deve se submeter ao procedimento depois que a maturidade estiver completa.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Candidatos

 
Mulheres com dores nas costas e nos ombros por excesso de peso das mamas grandes. Mulheres com mamas assimétricas (diferente uma da outra), dificuldade para fazer exercícios devido ao peso e tamanho das mamas, ou que não gostam de sua imagem devido as mamas grandes.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Incisões e Técnica

 
São três técnicas diferentes: o “T invertido” (incisão ao redor da aréola, uma no sulco abaixo da mama e outra vertical unindo as duas). A “Vertical” (duas incisões, uma ao redor da aréola e outra vertical). A terceira é a “Periareolar”, (incisão ao redor da aréola). A técnica escolhida deverá ser a mais apropriada ao tipo de mama, o que deve ser discutido em consulta.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tempo de Cirurgia

 
2 a 4 horas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Anestesia

 
Local com sedação, Bloqueio Peridural ou anestesia geral, dependendo do caso.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Internação e Ambulatório

 
Geralmente Internamento em Hospital Dia, mas dependendo do paciente, pode haver internação de 24 horas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Complicações Possíveis

 
Equimoses temporárias, inchaço, desconforto, pele da mama ressecada, cicatrizes marcantes.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tempo de Recuperação

 
Recomendado dormir de barriga pra cima nas duas primeiras semanas. Volta ao trabalho em 1 ou 2 semanas. Atividades físicas depois de 1 mês. Cicatrizes podem permanecer por mais de um ano.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Aumento de Mama

 

Prótese de Mama

 

 
A Prótese Mamária é também chamada de mamoplastia de aumento e é indicada para pacientes com mamas pequenas ou que após o período de amamentação tiveram uma redução das mamas. A anestesia aplicada pode ser local com sedação, peridural ou geral.

A prótese pode ser colocada através de 3 incisões diferentes: em volta da auréola, no sulco da mama ou através da axila. A paciente, em conjunto com o médico, irá decidir qual a melhor forma, se será subglandular ou submuscular. Na verdade, há a disponibilidade de vários tipos e modelos. Tudo vai depender do tipo de mama e cada paciente é diferente. O conteúdo das próteses pode ser de silicone ou de soro fisiológico. O tempo de internação pode variar de 12 a 24 horas. A recuperação pode vir acompanhada de dor e deve-se evitar esforço físico, principalmente com os braços, no período de 1 mês.

Como qualquer cirurgia, algumas complicações podem ocorrer, como por exemplo: hematoma, infecção, problemas relacionados à anestesia, extrusão da prótese, etc. Logo após a cirurgia já é possível notar a diferença, mas o resultado final se dá mesmo após 6 meses pois a cicatrização estará mais consolidada.
 
 
 
Aumento de mama com o Dr. Sandro Queiroz
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Objetivo

 
Aumentar o tamanho das mamas usando próteses de silicone gel.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Candidatos

 
Mulheres com mamas muito pequenas ou desproporcionais uma à outra. Ou mamas que tiveram forma e volume alterados devido à perda de peso, gravidez ou envelhecimento.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Incisões e Técnica

 
Incisões possíveis: uma de quatro a cinco centímetros no sulco abaixo da mama; uma incisão em meia-lua na parte inferior da aréola; ou uma na axila. O local de colocação do implante pode ser acima ou abaixo do músculo peitoral. Uma bolsa é feita após a incisão, onde o implante é inserido. Pode ser atrás da glândula mamária ou atrás do músculo peitoral. Se as mamas são flácidas, recomenda-se fazer também o levantamento da mama junto ao aumento.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tempo de Cirurgia

 
1 a 1 hora e meia, em média.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Anestesia

 
Local com sedação, Boqueio Peridural ou Geral.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Internação e Ambulatório

 
Ambulatorial ou Hospital Dia.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Tempo de Recuperação

 
Volta ao trabalho em alguns dias. A cicatriz leva alguns meses, no geral, para se tornar tênue. Curativos devem ser trocados por diversos dias nas primeiras duas semanas. Banho de chuveiro liberado a partir do 3° e 7° dias. Remoção de pontos depois do 7° dia. É possível voltar a dirigir automóveis depois de 2 semanas e praticar exercícios depois de 2 a 3 semanas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Complicações Possíveis

 
Haverá um pouco de dor e desconforto, aumento da sensibilidade, inchaço, alteração da sensação do mamilo e possivelmente equimoses por 2 a 3 semanas. Pode ser necessário retirar ou trocar os implantes para tratar contração da cápsula, que pode provocar endurecimento da mama.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Detalhes

 
Um sutiã especial deve ser usado por um mês após a cirurgia.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Cirurgias Combinadas

 
Levantamento da Mama.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Levantamento de Mama

 

 
 
 

Ginecomastia

 

 
 
 

Plástica de Mamilo